sábado, 13 de maio de 2017

Mentir é pecado, mas você sabe o que é mentira?

A mentira é um pecado que tem por pai ao diabo (João 8:44), e todo aquele que a ama e a pratica não entrará no reino dos céus (Apocalipse 22:15). Entretanto, será que o significado da palavra "mentira" na Bíblia é o mesmo que o do senso comum, isto é, o que usamos em nosso dia a dia?

O que a Bíblia chama de mentira são atos que: a) contrariam a verdade em benefício próprio ou de terceiros; b) são praticados com a clara intenção de prejudicar a alguém; c) servem para conduzir ao erro. No caso "a", a mentira pode ser chamada de trapaça, engodo, corrupção ou estelionato, por exemplo. Já no caso "b", temos a mentira na forma da fofoca, da calúnia, da difamação, da tentativa de causar danos morais ou materiais a uma pessoa. Quando se trata da forma "c", diz respeito à propagação de falsas doutrinas, religiões ou ideologias malignas.

Portanto, quando a Bíblia condena a mentira ela está censurando o autoengano, a malícia, a perversidade, a ganância, o egoísmo, o tirar vantagem ilícita do próximo e assim por diante. Desta forma, devemos compreender que amar e praticar a mentira não é meramente faltar com a verdade (as "mentirinhas" inofensivas do dia a dia), e sim possuir um estilo de vida do qual os pecados que estão inseparavelmente relacionados à mentira façam parte essencial.