domingo, 23 de abril de 2017

A Trindade: para além do mero debate religioso

A Trindade é um interessante dogma da fé cristã, mas você sabia que ela é capaz de suscitar debates muito além do contexto religioso? Por exemplo: ela desafia o princípio lógico da identidade e diversas leis da Física! Observe: Deus estava no céu, Jesus estava na Terra e o Espírito Santo estava na forma de uma pomba sobre ele (João 1:32). Portanto, 3 manifestações distintas do mesmo ser (Deus), 1 identidade e 3 lugares no espaço sendo ocupados simultaneamente, ou seja, as três Pessoas da Trindade. Ufa!

De fato, não dá para entender a Trindade se não conseguirmos aceitar que três possam ser um mesmo "um" e estar em lugares e em formas diferentes ao mesmo tempo. Jesus foi explícito sobre esta questão: "quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’? Você não crê que eu estou no Pai e que o Pai está em mim?" (João 14:9,10 nvi). Com efeito, há mais de dois mil anos atrás Jesus já prenunciava a demolição de grande parte do que nós chamamos até hoje de conhecimento científico. Se pensarmos apenas linearmente, isto é, em linha reta, a chamada Trindade será sempre um problema ou ao menos um "mistério" na nossa cabeça.

A questão posta em tema diz respeito à identidade de um ou mais indivíduos. Se eu sou Carlos, não posso ser João; se sou João, não posso ser Pedro, e assim por diante. O princípio da identidade diz que você é idêntico a você mesmo e diferente de todos os demais. Então Jesus teria que ter uma identidade, Deus outra e o Espírito Santo uma terceira. É por isso que muitos, uns na sua simplicidade, outros no seu pedantismo, perguntam-se como pode Jesus ser Deus, o Espírito Santo ser Deus e o próprio Deus ser Deus? Existem três deuses então? A resposta é simples: existe um único Deus, mas ele houve por bem se manifestar de três formas distintas.

Para Deus a nossa lógica é vã, pois da mesma maneira que os céus são mais altos do que a terra, também os seus pensamentos são mais altos do que os nossos pensamentos (Isaías 55:9). Quando você compreender este fato, a sua mente descansará da ingrata missão de tentar "rodar" Deus neste nosso "sistema operacional" arcaico e obsoleto. A Trindade é um enigma da fé inteligentemente resolvido pela razão e um enigma da razão sabiamente resolvido pela fé. Basta que a razão seja não pedante e a fé não seja cega. Quem puder aceitar isso, aceite.